segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Carreira solo: seguir ou não seguir?

     Esses dias andei pensando nos pagodeiros que seguiram carreira solo: Alexandre Pires, Belo, Rodriguinho, Netinho, Salgadinho, Chrigor... Isso me levantou uma dúvida: será que vale MESMO a pena?
     Posso até ser considerada saudosista, mas prefiro todos esses que citei acima em seus grupos originais! O que raios leva um vocalista a seguir carreira solo, eu me pergunto. Por que trocar o certo pelo incerto, que tamanha auto-confiança é essa que leva os cantores a, muitas vezes, meterem os pés pelas mãos trocando os grupos pela carreira solo?
     Sair de um grupo de sucesso em que se é vocalista, pode dar muito certo sim, mas também pode detonar um cara! Alexandre Pires fez carreira internacional após a saída do SPC; Belo, mesmo com sua biografia polêmica, também apresenta bons números no mercado (pelo menos até que os bastidores provem o contrário); Rodriguinho se saiu muito bem com os hits Fatalmente e Palavras de Amigo (dueto com Thiaguinho), as próximas ainda veremos e devem até ser sucesso pelo andar da carruagem; Netinho emplacou como apresentador, mas como cantor pouco se ouviu falar após o Negritude Júnior; Salgadinho ao que me consta acabou voltando para o Katinguelê; e Chrigor... Bom, dele eu nem sei dizer, mas não deve ter emplacado, não!
     E os grupos, então, por que será que aceitam a saída dos cantores assim numa boa (se é que aceitam numa boa mesmo)? Convenhamos:

- SPC foi liderado por Fernando Pires (irmão de Alexandre) por um tempo, o que foi meio que um presente de grego, né, já que as atenções sempre foram mais voltadas para o irmão mais velho.
- Os Travessos hoje está sob o comando do ex-Br'Oz Filipe Duarte! Ótima jogada já que o rapaz é reconhecido na mídia por ter feito parte da boyband, mas que os Travessos nunca mais foram os Travessos como na época de Rodriguinho é um fato
- O Katinguelê recebeu Salgadinho de volta! Vamos fingir, então, que ele nunca cogitou a ideia bizarra de sair para não especular, pelo menos nesse texto, o que aconteceu ou deixou de acontecer!
- Soweto e Negritude Júnior imagino que devem ser dois nomes desconhecidos na vida de quem tem até uns 10 anos de idade... Sumiram, pelo menos da minha vida!
- Já o sucesso do Exaltasamba com Thiaguinho nos vocais deve fazer Chrigor querer chorar... Pelo menos se ele não chora eu choro por ele!

     Conciliar várias cabeças, várias cabeças diferentes deve ser muito difícil, tanto para próprios artistas, quanto para os produtores, empresários, assessores e equipe como um todo. O ego é constantemente testado, pois, além da concorrência dos outros grupo, o cantor divide a atenção que recebe com os demais elementos da capa, por assim dizer, que dividem atenção entre si... Mesmo que inconsciente, acredito que essa deve ser sim uma disputa complicada e que leva às ações separatistas nos grupos de pagode.
     No entanto, volto à questão inicial: será que vale a pena? Pois, se os lucros e glórias não serão mais divididos; as dificuldades e prejuízos também não e todo o trabalho e todas as responsabilidades recairão sobre você, prezado cantor em carreira solo. Se antes 50 entrevistas poderiam ser divididas entre você e seus companheiros de grupo, saiba que agora você terá que se virar e arrumar tempo para atender às 50 com presteza e simpatia... SOZINHO!!! É, é a vida... se vire em quantos puder agora!!!
     Acho que o cara acha que vai dar conta, pois ele já é mesmo o "porta-voz" do grupo, mas o buraco é bem... bem mais embaixo!
     Aliás, falando em porta-voz do grupo, gostaria de fazer um parênteses e sugirir aos meio de comunicação que parem de encasquetar com os vocalistas! É um tal de só querer entrevistar o vocalista que eu não entendo!
     O cara é, teoricamente, o rosto mais conhecido daquele grupo? Sim, ok (talvez seja, também, só porque vocês, comunicadores, só mostram a cara dele e não dos outro, mas enfim), mas acredito que fã que é fã conhece e admira todos da capa e, quem não conhece, quem não admira, não está nem aí se esse é o cantor, o pandeirista, o cavaquista ou até mesmo o rodie do grupo alfa, beta ou gama! Ninguém vai simpatizar mais ou menos com a matéria por ela trazer aspas do cantor, mesmo que ele seja o cara mais galã do grupo, afinal, para os fãs que realmente sabem quem é quem, ainda vale aquele ditado "quem ama o feio, bonito lhe parece"!
     Voltando ao dilema carreira solo x grupo musical, pelo sim pelo não, voto na negativa!!! Mesmo que a carreira solo dê certo, fico com peninha dos demais integrantes do grupo que "perdem o emprego" e, consecutivamente, dos fãs desses outros capas que ficam "orfãos" de seus ídolos!
     Assim sendo levanto a bandeira: Abaixo às crises separatistas banais! Carreira solo só em casos de brigas extremas, por favor!
     Foi piegas, eu sei, mas, juro, foi de coração!

Blog BiS MTV
Março/2010

Nenhum comentário:

Postar um comentário