arquivo

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

ki-Recomenda: Priscilla - Rainha do Deserto (O Musical)


Como todos já sabem da minha paixão por musicais e super produções, tentarei ser breve nesse texto. O melhor resumo poderia ser: "vale cada centavo do ingresso!", mas vou elaborar mais um pouco:

Já na entrada do teatro (Bradesco, no Shopping Bourbon Pompéia) um sapato plataforma gigante trabalho no brilho já te faz entrar no clima! Perua que sou, não preciso nem dizer que já fiquei toda animadinha, né? 

Ah.... só um parênteses! Falando em teatro, não conhecia o Teatro Bradesco e devo dizer também que ele é lindo! Um luxo só! Recomendadíssimo também!

Voltando à peça, para quem não sabe a história (mega famosa, foi foi inspirado em um filme de mesmo nome), fala de três drag queens que viagem pelo deserto à bordo de Priscilla (um ônibus que, na peça, é feito com zilhares - 30 mil, segundo o G1 - de leds e é maravilhoso). O objetivo da viagem é chegar até a cidade de Alice Springs, onde além de apresentarem seu show, Mitzi pretende conhecer seu filho (o fofíssimo Benji).

O espetáculo já começa em clima de discoteca com It's raining men e aí, galera, vou dizer que é bem difícil ficar parado durante toda a peça, viu? A trilha sonora (assim como no filme) é fodástica e extremamente dançante: tem Madonna, Cindy Lauper e todas as divas gays!

Além desse clima balada anos 90, a peça é engraçadíssima e os atores mandam muito: na voz, na coreo e na interpretação. Impossível não se matar de rir do trio (SÉRIO! Às vezes a piada já tinha passado e eu ainda estava rindo sozinha - e não sou a única retardada, ok? Em alguns momentos percebi outras pessoas fazendo o mesmo)  

A produção também é genial. Cai serpentina na galera da plateia e em um momento rola até uma interação com o público... Os figurinos são maravilhosos, bem como o cenário e a montagem (estava no camarote e, lá de cima, fiquei só reparando nos detalhes)! Mas nada supera Priscilla!!! Sem palavras para definir!

Chorona que sou, como a peça trata do reencontro de pai e filho (e também levanta uma bandeira contra a discriminação homossexual), claro que derramei umas lágrimas por lá... Ou seja, do jeito que eu amo: risadas infinitas, músicas conhecidíssimas e dançantes para ninguém ficar parado (eu dançei frenética sentadinha no meu lugar, confesso!) e ainda aquela emoção, aquele apertinho no coração... Perfeito!

Se eu pudesse te dar só um conselho eu diria: use filtro solar corra para o teatro, pois são as últimas semanas!!!

Para saber mais acessem www.musicalpriscilla.com.br e vejam algumas cenas só para dar água na boca:




Obs.: Minha única ressalva é pelo fato de as músicas serem na versão original, o que por um lado é ótimo, mas, por outro, me fez pensar no pessoal que não entende inglês e que, talvez, possa não ter pego o sentido da canção naquele momento (não que não dê para entender o contexto como um todo, longe disso, mas digamos que a música daria um clima a mais)... Mas foi sem dúvidas uma das melhores peças que já vi na vida! Recomendo nível extremo!

Obs.2: Fala da peça que guardarei para a vida (e usarei sempre que alguém me irritar): "Por que você não acende um fósforo no seu OB e explode essa xoxota? Só assim para você ter fogo" ........ VIIIIXEEEE! E com essa me despeço!